Cristina Esteche

Compromisso com o leitor

Início » Ao deixar Procuradoria, Cristina Silvestri destaca legado

Ao deixar Procuradoria, Cristina Silvestri destaca legado

Cristina Silvestri, deputada estadual (Foto: Assessoria parlamentar)

A deputada estadual Cristina Silvestri (PSDB) entrega a Procuradoria da Mulher destacando conquistas. Entre todas, a implantação da bancada feminina na Assembleia é considerada a mais simbólica. Quem assume é a deputada Cloara Pinheiro (PSD). Cristina Silvestri hoje é a 3ª vice-presidente da Alep.

Em conversa com este blog, a deputada atribui o aumento de deputadas, que passou de quatro para 10 na atual legislatura, ao trabalho de expansão da Procuradoria. Conforme Cristina, houve a criação de 160 procuradorias municipais no estado, o combate à violência política de gênero, a luta pela igualdade menstrual e o atendimento a cerca de 300 mulheres que tiveram os direitos violados.

Além disso, nos últimos quatro anos, a Procuradoria capitaneou a aprovação de 34 leis e fechou o período com 108 projetos de lei em tramitação, 263 atendimentos, 50 procuradorias em processo de instalação. Entre as principais Leis aprovadas estão a que instituiu o sinal vermelho, com um X na mão, que identifica situação de agressão; o combate à pobreza menstrual; o Selo Estadual Empresa pela Mulher; a presença de doulas nas maternidades até a alta hospitalar; e o direito a um acompanhante para gestantes e puérperas da entrada na maternidade até a alta hospitalar.

LIDERANÇA

A deputada Mabel Canto (PSDB) será a primeira líder da bancada feminina da Assembleia Legislativa do Paraná. A bancada foi criada em novembro do ano passado, formalizando o grupo das parlamentares e garantindo a presença das deputadas estaduais em cargos de direção na Mesa Diretora do Legislativo. Mabel Canto lembrou que a Bancada vai garantir mais um espaço dentro da Assembleia Legislativa do Paraná na defesa dos direitos da mulher.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Cristina Esteche

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo