Cristina Esteche

Compromisso com o leitor

Início » Cesar Filho desiste do Governo e agora quer ser senador

Cesar Filho desiste do Governo e agora quer ser senador

Cesar Filho (Foto: arquivo/RSN)

Após várias especulações nos bastidores da política paranaense, a convenção do PSDB nesta quarta (20) deu o veredito: Cesar Silvestri Filho abriu mão da candidatura ao Governo do Estado e assume outra ao Senado Federal. O discurso dele e do líder maior do ‘tucanato’ paranaense Beto Richa, durante o anúncio feito pelo Instagram, é “tudo em nome da unidade”. Ou seja, consensual entre o PSDB  e o Cidadania. É que o ex-partido de Cesar Filho apoia incondicionalmente a reeleição do governador Ratinho Junior, o que deixaria a federação no Paraná pela metade, caso o guarapuavano insistisse e tivesse força política suficiente para levar a intenção inicial até o fim.

Embora Cesar Filho, nas últimas semanas, tivesse divulgado que estava sofrendo pressões por parte do núcleo duro do governador para que desistisse, outra força apareceu. O único representante do Cidadania a falar à imprensa foi o deputado estadual Douglas Fabrício. Ele fez questão de deixar claro que o partido segue com o governador Ratinho Junior. Já o PSDB preferiu se manter na neutralidade, ou seja, nem o atual governador, nem Requião ou qualquer outro candidato majoritário. Mas confirmou 52 nomes para a Assembleia Legislativa, entre as quais a deputada Cristina Silvestri, e 29 nomes à Câmara Federal.

Se a situação ainda é nova para Cesar Filho, embora ele sempre desejou ter uma das três vagas do Paraná no Senado, quem saiu numa situação muita cômoda é o prefeito Celso Góes. Filiado ao Cidadania, ele tem compromisso político com o ex-prefeito. Isso o colocava numa ‘saia justa’ com Ratinho Junior. Afinal, não se pode, ou melhor, não é de ‘bom tom’, “acender uma vela pra Deus e outra para o diabo”, segundo diz o ditado popular. Agora, na atual situação, a pista ficou free para que o prefeito apoie tanto um quanto outro.

Portanto, com o fim das especulações e com as convenções já definindo quem é quem, a hora é de se preparar e para colocar o bloco na rua.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Cristina Esteche

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo