Cristina Esteche

Compromisso com o leitor

Início » Deu ruim para o prefeito de Araucária, Hissam Hussein Dehaini

Deu ruim para o prefeito de Araucária, Hissam Hussein Dehaini

Prefeito de Araucária, Hissam Hussein Dehaini (Foto: Gustavo Pontes/Divulgação/Aen)

O caso envolvendo o prefeito de Araucária Hissam Hussein Dehaini e o sétimo casamento dele, agora com uma adolescente de 16 anos teve novos desdobramentos. No entanto, ela já estava emancipada antes mesmo das bodas. O fato ganhou o noticiário nacional e internacional nos últimos dois dias e chamou a atenção do Ministério Público.

De acordo com a Justiça uma investigação foi aberta, mas para investigar a nomeação da nova sogra do prefeito, Marilene Rode, como secretária de Cultura do Município. No entanto, Hissam a exonerou. O prefeito demitiu também Elisangela Rode, irmã de Marilene e tia de Kauane, nomeada como secretária municipal de Planejamento.

Conforme as novas informações, a administração dele vem sendo alvo de investigações do MP por nepotismo. O filho e a filha do prefeito também são secretários do município. Ryam Hissam Dehaini é secretário de Gestão de Pessoas e Yasmim Hissam Dehaini comanda a secretaria de Administração.

A Prefeitura divulgou uma nota afirmando que as nomeações do primeiro escalão são técnicas. Portanto, segundo a Prefeitura, não leva em consideração o grau de parentesco com o prefeito. A grande repercussão do fato teve também implicações dentro do Cidadania, partido pelo qual Hissam foi eleito. Ele pediu a desfiliação.

Como empresário ele atua no ramo hoteleiro e de postos de combustíveis. Hissam também foi investigado pela CPI do Narcotráfico, da Câmara Federal. Ele chegou a ser preso, sob suspeita de envolvimento com tráfico de drogas em Araucária e Região Metropolitana de Curitiba (RMC), por manter laboratório de refino, proteção a traficantes e pagar à polícia por proteção. Ele nega as acusações.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Cristina Esteche

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo