Cristina Esteche

Compromisso com o leitor

Início » Lula tinha a Ouvidoria dentro do celular, como costumava dizer

Lula tinha a Ouvidoria dentro do celular, como costumava dizer

Lula agora está fora da administração municipal (Foto: Reprodução/Facebook)

Após oito anos como Ouvidor do Município, Luiz Inácio de Melo, o Lula deixa a função em Guarapuava. De acordo com o prefeito Celso Góes (Cidadania), a exoneração ocorreu porque Lula está na campanha do pré-candidato ao Governo, Cesar Silvestri Filho. De acordo com a trajetória profissional, Lula ‘aterrissou’ em Guarapuava pelas mãos do ex-deputado Cesar Silvestri Filho, quando este era filiado ao extinto PPS.

É que o marqueteiro, tinha ligações estreitas com o deputado Rubens Bueno, que comandava o partido no Estado. Entretanto, Lula também se tornou ‘guru’ de Cesar Filho comandando as campanhas eleitorais. Já na primeira gestão, assume a Ouvidoria em 4 de fevereiro de 2014. Substituiu o professor Claudio Andrade.

Todavia, em 7 de julho de 2017, Lula foi alvo de uma CPI na Câmara de Vereadores. De autoria do então vereador Sergio Niemes, à época pelo PT, a investigação era porque Lula não morava na em Guarapuava e detinha o cargo. A CPI, no entanto, arquivou o processo contra ele. Isso porque não há a definição se a Ouvidoria é cargo em comissão ou se o titular é um agente público. Assim sendo, Lula continuou como Ouvidor, cargo pelo qual respondeu também nos 16 primeiros meses de gestão do atual prefeito.

‘Buena gente’, homem de fala mansa, e bom contador de causos, Lula conquistou fãs na cidade. E ao contrário do que muitos falam, tipo assim, cada um na própria bolha, ele não foi um ouvidor ‘surdo’. Sempre teve a Ouvidoria dentro do celular, como me disse uma vez. E dessa forma coordenava o trabalho com quem trabalhava aqui, na Prefeitura em Guarapuava.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Cristina Esteche

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo