Cristina Esteche

Compromisso com o leitor

Início » Moro ‘amarga’ mais uma ‘fake’ no caso Appio

Moro ‘amarga’ mais uma ‘fake’ no caso Appio

Sergio Moro (Foto Lula Marques)

Deu ruim mais uma vez para o senador Sergio Moro (União). Nesta segunda (5) um parecer técnico do professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Pablo Arantes, assegura que a o ex-juiz faltou com a verdade. De acordo com o especialista, a voz que aparece na gravação entregue pelo ex-juiz ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) não pode ser atribuída à do juiz federal Eduardo Appio. Ele encontra-se afastado da 13ª Vara Federal de Curitiba. Essa Vara julga os processos da Lava Jato.

Conforme o professor, a “razão para essa conclusão são a inespecificidade e baixo poder discriminatório das características linguísticas identificadas e analisadas no Laudo”. E não é apenas isso. Antes, o ex-deputado estadual Tony Garcia afirmou que Moro interferiu no afastamento de Appio. Por que? Em entrevista à CNN Brasil nesse domingo (4), Garcia disse que Appio levaria adiante as denúncias feitas por ele à juíza Gabriela Hardt, antecessora do juiz à frente da operação Lava Jato. Vale lembrar que Tony Garcia é um dos delatores da Lava Jato.

Nesse contexto, durante a entrevista, Tony contou à juíza Hardt em 2021, que trabalhou por uma década como “agente infiltrado” para a Lava Jato. Falei que eu era agente infiltrado, que eu recebia as ordens diretas do Moro, que ele pedia para eu ir sem advogado. Eu fui 40 vezes ao MPF, fiquei trabalhando para eles, me fizeram de funcionário. “Ela [Hardt] passou por cima de tudo”.

Ainda de acordo com o delator, quando assumiu a operação, Appio teria encaminhado as informações passadas por ele ao STF . Por isso, continua: “Aí o Moro entrou em cena logo para abafar isso daí, para tirar o Appio. Porque ele achava que o doutor Appio era a pessoa que ia dar continuidade, ia tirar esse esqueleto do armário”. Moro, entretanto, nega as acusações de Garcia.

A julgar pelas várias notícias que se giram em torno do atual senador, o também ex-juiz fica cada vez mais ‘enrolado’. João Malucelli, filho do desembargador Marcelo Malucelli, é sócio da deputada Rosângela Moro, esposa do hoje senador, num escritório de advocacia. E ainda, segundo o G1, namora a filha do ‘Casal Moro’.

Mas qual seria o interesse de Moro em ‘fritar’ Appio? Quando assumiu a Lava Jato, Appio determinou o restabelecimento da ordem de prisão preventiva contra Rodrigo Tacla Duran, réu ouvido por Eduardo Appio e que acusou Moro de extorsão. Seria, em tese, um dos motivos. Mas como sabemos quando você puxa o fio de uma meada ela tende a se desenrolar.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Cristina Esteche

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo