Cristina Esteche

Compromisso com o leitor

Início » Nas redes sociais, Requião Filho não poupa o Governo Lula

Nas redes sociais, Requião Filho não poupa o Governo Lula

Embora sendo o líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa, o deputado Requião Filho vem utilizando as redes sociais para mostrar o descontentamento em relação a algumas iniciativas do Governo Lula. Nesta sexta (19), por exemplo, Requião Filho não poupou críticas ao fim da isenção do Imposto de Renda (IR) para quem ganha até dois salários mínimos.

O que o deputado dá a entender é que o Governo dá com uma mão, mas tira com outra. Isso porque com o aumento do salário mínimo de R$ 2.640 para R$ 2.824, quem receber valor equivalente a dois salários mínimos, entra na faixa que torna obrigatória a declaração do tributo.

“Anuncia o novo salário mínimo como uma vitória e não revê a faixa de isenção. Dá com uma mão e tira com a outra e o trabalhador vai receber a mesma coisa se não tiver essa correção”. Para o deputado, a “faixa de isenção tem que ser revista para um patamar condizente com a realidade das pessoas no Brasil”. O ideal, prega o parlamentar, é que essa tributação seja para quem tenha ganho superior a cinco salários mínimos.

Ações como essa, por parte do deputado, já levantam a hipótese de que ele e o pai dele, o ex-governador Roberto Requião, estariam  deixando as hostes petistas. Não é segredo pra ninguém que as nomeações na Itaipu desagradaram, principalmente, o pai. Requião recursou convite para assumir um cargo na binacional, dizendo que não precisava de ‘boquinha’. E numa entrevista à Gazeta do Povo, nesta sexta (19), o filho colocou a descentralização de recursos da Itaipu aos municípios paranaenses como alvo também de críticas.Ele dá a entender que essa distribuição seria uma espécie de ‘cortina de fumaça’ para agradar prefeitos. Mas em contrapartida observa que Lula aprovou o modelo de pedágio proposto pelo governador Ratinho Junior. E ainda não impediu a venda da Copel.

EM TEMPO

Procurei informações com assessores muito próximos ao deputado e a resposta que obtive foi que “tudo indica que sim”, referindo-se à possível saída dele do PT. Como a ‘janela partidária’ se aproxima, tudo pode ser um ‘balão de ensaio’ para chamar a atenção da cúpula nacional do PT. Ou então é pra sair mesmo e buscar espaço em outro partido. Vamos acompanhar os desdobramentos.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Cristina Esteche

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo