Cristina Esteche

Compromisso com o leitor

Início » Novo se torna velho, volta atrás e se rende ao Fundo Eleitoral

Novo se torna velho, volta atrás e se rende ao Fundo Eleitoral

Não adianta tentar remar contra a maré que tudo acaba não passando de retórica, palavras jogadas ao vento. E aí, voltar atrás naquilo que foi estampado como bandeira, fica muito fé. beira ao descrédito. E tem razão o blog ‘Paçoca com Cebola’ quando escreve que o Partido Novo se entregou à velha política. Isso porque, segundo o blog, o Partido que chegou em 2011,enalltecendo a liberdade econômica, criticando o fundo partidário, agora se rendeu. Na última reunião da semana, acabou aprovando a utilização do Fundo Eleitoral nas eleições municipais deste ano. E ainda diz que terá critérios.

E assim como está no ‘Paçoca com Cebola’,  o discurso passa a ser o seguinte: “Diferente do outros partidos, colocamos critérios objetivos e claros para usar o Fundo, em que um dos pontos vai ser o da meritocracia. Isso tira a discricionariedade do diretório nacional de alocar recursos onde bem entender”. Essa afirmação é do presidente do Novo, Eduardo Ribeiro, ao jornal Folha de São Paulo.

Para se ter uma ideia, em julho de 2021, o Congresso aprovou o fundo eleitoral de R$ 5,7 bi para 2022. O valor é quase três vezes maior daquele registrado em 2018.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Cristina Esteche

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo