Cristina Esteche

Compromisso com o leitor

Início » Pedágio movimenta debate e mede forças na Assembleia

Pedágio movimenta debate e mede forças na Assembleia

Requião Filho, líder da bancada de oposição na Alep (Foto: Eduardo Matysiak)

Um dos temas mais ácidos que pauta os debates na Assembleia Legislativa do Paraná é, sem sombra de dúvidas, o novo pedágio. Para a oposição, hoje liderada por Requião Filho (PT), o modelo defendido pelo governador Ratinho Junior é o mais caro, podendo superar até mesmo a modelagem anterior. “Eu pessoalmente considero desnecessário o pedágio, mas caso não se tenha outra saída e o Paraná precise fazer novas concessões, que seja pelas tarifas baixas e justas”.

Conforme o deputado, a oposição cobra do Governo Federal uma alteração no projeto feito pelo governador Ratinho Junior pelo então presidente Jair Bolsonaro. “Espero que o presidente Lula mantenha o discurso que teve durante a campanha aqui no Paraná. Se tiver que fazer pedágio, que seja mais baixo possível e com maior número de obras”.

Requião Filho lembra também que outra discussão envolve o tema. A intenção da base de apoio ao governador é destituir a atual Frente Parlamentar do Pedágio. Criada e liderada pelo deputado Arilson Chiorato (PT), em 2019, a Frente é contra a modelagem proposta. Por isso, há uma movimentação para que a liderança vá para as mãos do Delegado Jacovós (PL).

Para isso ele protocolou um requerimento no dia da posse na Alep. No entanto, o protocolo ocorreu duas horas antes da solenidade. Ou seja, ele ainda não tinha tomado posse para o novo mandato, o que pode ser passível de nulidade. Por outro lado, em seguida à posse, Arilson também registrou requerimento pedindo a continuidade da Frente. O impasse encontra-se no jurídico da Assembleia.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Cristina Esteche

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo