Cristina Esteche

Compromisso com o leitor

Início » “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”

“Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”

A polêmica envolvendo duas emendas encabeçadas pelo Presidente da Câmara, Pedro Moraes, na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), em Guarapuava, podem ser uma pedrinha no sapato do prefeito Celso Gões. Aprovadas pela Câmara, o prefeito, no entanto, tem a prerrogativa de vetá-las, quando  forem encaminhadas para sanção.

Se assim o fizer, ele retira a possibilidade de bairros da periferia contar com espaço cultural itinerante. Isso porque R$ 1,8 milhões ‘retirados’ do “transporte aéreo” da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, foram destinados à compra de uma carreta cultural, além de equipamentos para o Teatro Municipal. Outro R$ 1,5 milhão é uma arena multiuso no Bairro Xarquinho. Projeto que vem sendo solicitado pela população do bairro e outros do entorno há mais de 30 anos. São emendas que beneficiam diretamente o povo pobre.

Mas o prefeito ainda pode vetar a decisão da Câmara e deixar a Secretaria com o orçamento integral. Vixi! Mas se isso ocorrer  Celso Góes vai estar ‘comprando’ uma briga com a Câmara, já que este poder pode convocar uma sessão extraordinária e derrubar o veto do prefeito. Ou seja as emendas continuariam sendo válidas, mas haveria uma fissura no relacionamento entre o Executivo e o Legislativo. Um estresse nada recomendável para um ano de eleições municipais.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Guilherme

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo