Cristina Esteche

Compromisso com o leitor

Início » Um grito de ‘independência’, outro pra matar a fome

Um grito de ‘independência’, outro pra matar a fome

Roger de Jesus durante o Grito dos Excluídos (Imagem: Caê Vasconcelos/UOL)

O Dia 7 de Setembro foi marcado por dois gritos. De um lado, carreatas e mobilizações tomaram conta de ruas em diversas cidades brasileiras. Sob a frase ‘independência ou morte’, buzinaços e com a bandeira nacional ao vento, a direita pedia a manutenção de Bolsonaro no poder máximo do país. E Guarapuava não fugiu à essa luta convocada pelo comitê bolsonarista no município.

De outro, uma legião de ativistas ligados à esquerda soltava o grito entalado na garganta. E que pediram? Coisas básicas asseguradas pela Constituição Brasileira: moradia, trabalho digno, saúde, educação e a garantia de direitos. Um deles, o básico do que existe de mais básico. Ou seja, comida. Um país rico e bonito por natureza, fica horrível quando sabemos que existem 33 milhões de pessoas passando fome. Mias outros 10 milhões de desempregados.

E a Conferência Nacional dos Bispos no Brasil (CNBB), sabe muito bem disso. Por isso criou o tema: 200 anos de (in)dependência para quem? Para uma minoria já que os excluídos incluem os povos negros, LGBTQIA+, mulheres, quilombolas, indígenas. E tem mais, como as populações rurais, periféricas e em situação de rua. É a pauta pela dignidade social que ecoou pelo quatro cantos do país.

E enquanto as comemorações cívicas da chamada Semana da Pátria começaram com a vinda do coração de D. Pedro I, o coração vivo do povo bate e grita por justiça social.

Tudo começou em Guarapuava

Rafael, Nereu e Josiel (Foto: Mariana Valente/Mesh)

O deputado estadual Nereu Moura (MDB) vai ‘pendurar as chuteiras’. Trata-se, segundo ele, de motivos de saúde. Com um legado de oito mandatos e sem nunca trocar de partido, Nereu trouxe a Guarapuava o filho Rafael. Em encontro com formadores de opinião, na noite dessa quarta (7), o deputado lembrou que começou a trajetória política em Guarapuava, no Colégio Carneiro Martins. “Comecei no movimento estudantil junto com o Esteche (Fernando)”.

Entrou mudo, saiu calado

O candidato a deputado estadual Rafael Moura (MDB) lembrou ao eleitor que este deve escolher pessoas capacitadas. Ele citou com o exemplo um comediante da Região que elegeu-se deputado estadual por participações na Internet. “E o que ele fez, se em quatro anos não fez nenhum pronunciamento na tribuna? O eleitor precisa saber em quem vai votar”.

Abuso de poder

Jair Bolsonaro (Foto: Alan Santos/PR)

O PDT entrou nesta quinta (8) com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O partido brizolista pede a impugnação da candidatura de Jair Bolsonaro (PL). A justificativa é que o presidente cometeu abuso de poder político e econômico nas comemorações do bicentenário da Independência do Brasil. Na representação, o partido do candidato Ciro Gomes diz que Bolsonaro desviou a finalidade das comemorações para fazer campanha eleitoral. Portanto, indevida com uso do dinheiro público. Ainda na representação, o PDT alega que Bolsonaro se valeu do aparato do estado, como a TV Brasil, para atacar instituições da República e pedir votos.

Lá vem ‘pauleira’

Requião grava em frente ao HR (Foto enviada por um leitor deste blog)

O candidato ao Governo do Paraná Roberto Requião está em Guarapuava nesta quinta (8). Ele destinou parte da manhã desta quinta (8) gravando em frente ao Hospital Regional.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Cristina Esteche

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo