Cristina Esteche

Compromisso com o leitor

Início » Vereadoras aprovam bancada feminina na Câmara de Guarapuava

Vereadoras aprovam bancada feminina na Câmara de Guarapuava

O projeto da bancada feminina é de autoria da Professora Terezinha, Cris Wainer, Professora Bia e Bruna Spitzner (Foto: Câmara Municipal)

A participação feminina na Câmara de Vereadores em Guarapuava marca mais um ponto a favor da valorização. Com quatro vereadoras eleitas, pela primeira vez na história da política local, elas partem para a formação de uma bancada feminina. O projeto é de autoria da Professora Terezinha, Cris Wainer, Professora Bia e Bruna Spitzner. Foi aprovado em votação única por unanimidade com o voto também de 17 homens.

De acordo com dados do Fórum Econômico Mundial, o Brasil ocupa a 122º posição no ranking de percentagem de mulheres no Parlamento e em Ministérios. Isso num universo de 156 nações observadas.

Conforme a justificativa do projeto, em 24 de fevereiro deste ano comemoramos 90 anos do direito ao voto feminino, num País que tem mais de 500 anos. Portanto, o direito de participação política das mulheres ainda é recente. “Ainda há muito que se fazer para garantir que as mulheres estejam efetivamente ocupando os espaços políticos”. O projeto, no entanto, ainda deve ser promulgado pelo Presidente do Legislativo.

Esperando o prêmio

Prefeito Celso Góes (Foto: Arquivo/RSN)

O prefeito de Guarapuava Celso Góes (Cidadania) se divide entre atividades de gabinete e viagens a Curitiba e Brasília. Neste começo de semana, por exemplo, ele se encontra na capital federal.

Na terça (28), ele participou da etapa final do prêmio ‘Prefeito Empreendedor’, concedido pelo Sebrae. Celso Góes já é um dos vencedores na etapa do Paraná. Guarapuava foi vencedora em nível estadual na categoria ‘Inovação e Sustentabilidade’, disputando com Cascavel e Londrina e agora concorre com outras cidades do Brasil neste mesmo quesito.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Cristina Esteche

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo